O perigo de seguir Jesus de longe

      Então, prendendo-o, o levaram, e o puseram em casa do sumo sacerdote. E Pedro seguia-o de longe. E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles. E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com ele. Porém, ele negou-o, dizendo: Mulher, não o conheço. E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou. E, passada quase uma hora, um outro afirmava, dizendo: Também este verdadeiramente estava com ele, pois também é galileu. E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.
Lc. 22:54-62

      Quando as coisas forem mal não vá junto com elas. O cristão deve viver pela fé. Não pelas emoções. O desafio é esvaziar-nos de nós mesmo. Nas horas difíceis. Em momentos de solidão, dor e abatimento como deve agir o cristão? A Quem recorrer? De quem devemos nos aproximar? No auge da prova, no ministério terreno de Jesus, Pedro seguiu a Jesus de longe, assentou-se com os ímpios e aqueceu suas mãos na fogueira que eles tinham preparado, Pedro negou a sua fé e seu relacionamento com Jesus. Seguir Jesus implica em aproximação de Deus e dos que Nele crêem. Quem se afasta vai acabar negando a Cristo e dando mau testemunho.



                                                                                         Pr. Abraão Secundino

Seja o primeiro a comentar"O perigo de seguir Jesus de longe"

Faça seu comentário